terça-feira, 7 de setembro de 2010

Mais de 3 horas de humor com Escova!

(3 anos após sua gravação, enfim publico este material de forma decente)


Você já ouviu falar de Carlos Roberto Escova?

Ele é um dos humoristas imitadores mais versáteis do Brasil, muito popular no rádio e na televisão nas décadas de 80 e 90 com a dupla Tatá e Escova, quando brilhou ao lado do talentosíssimo Nelson Tatá Alexandre em programas como Balancê, Perdidos na Noite, Viva a Noite, entre outros (saiba mais sobre ele no site do Milton Neves e confira seu trabalho numa pesquisinha no YouTube).

Pois bem, em 2007 ele colaborou para uma pesquisa minha e, por motivos cuja explicação é perda de tempo (vai por mim que é), concedeu uma entrevista especialmente feita para veiculação na web. É esta entrevista que publico nesta postagem.

Realizado com a participação do amigo Paulo Gomes, radialista de Salvador, foi um material muito divertido de fazer (embora eu pareça bastante contido no áudio, acreditem: eu estava curtindo de montão).

São, no total, mais de 3 horas de muito humor e, por conta desse tempo extenso, você a encontra aqui na versão integral ou dividida em 6 partes - e qualquer problema com qualquer um desses áudios (falhas, problemas de reprodução ou download), por favor, entre em contato através do endereço debandalarga@gmail.com

Versão Integral
Versão em Partes
Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5
Parte 6
Atualização de 21/12/2015:
Poucos meses após esta entrevista, Escova retomou a carreira na Rádio Melodia FM de Ourinhos, permanecendo nela durante os anos seguintes até a manhã do dia 20 de dezembro de 2015, quando faleceu devido a complicações decorrentes da diabetes.
Onde quer que esteja, Escova, você está nos nossos corações - no meu mais ainda, que tive a alegria de dividir esse feriado com você.

O amigo Paulo Gomes, que participou da entrevista com o Escova, está na CBN de Salvador e escreve periodicamente no seu blog.

Um comentário:

  1. Trabalhei com o Escova por três anos, como produtor do Balancê. Ele foi o maior imitador que eu conheci. Mas não conseguia decorar um texto, tinha de ser tudo no improviso. Eu trabalhava dando gargalhadas com o Escova.
    Mas estou muito triste nesse momento, pois agora fiquei sabendo de sua morte. Meus sentimentos aos familiares. Grande Carlos Roberto Escova. Passamos bons momentos juntos e nos dávamos muito bem.

    ResponderExcluir